terça-feira, outubro 24, 2006

Crise nos BOMBEIROS?!

Pois é, quem tem seguido com alguma atenção os telejornais nacionais nas últimas semanas tem verificado, com certeza, que é rara a semana onde não se registem pedidos de demissão de Direcções, Comandos e de Bombeiros. Não é um fenómeno novo, nem muito menos um caso inédito na história dos Bombeiros em Portugal mas que, por diversas razões, tem-se intensificado últimamente.

Quais serão estas razões? O que leva Corpos Activos inteiros a pedirem a demissão dos respectivos quadros de Comando? Que motivos podem ser mais fortes do que o espírito de união e de corpo que nos devia unir, em vez de separar? E greves?! Como podemos nós, os bombeiros voluntários, andar a apregoar que somos capazes de garantir a segurança das populações em qualquer catástrofe e depois FAZER AVISOS DE GREVE?! Greve de quê? De ajudar? Salvar? Socorrer?

Eu, sinseramente, não acredito que estejamos a atravessar uma crise de valores no voluntariado. Quer dizer, se calhar não quero é acreditar! Mas sinseramente gostava de perceber o porquê desta crise e saber o que leva, agora de repente, tanta gente a insurgir-se contra tanta coisa. Conto com a vossa ajuda, para esclarecer e dissecar este problema que nos afecta a todos nós... BOMBEIROS.

20 Comments:

Blogger AB_60 said...

Bom dia

Cada dia que passa mais gosto de ler os conteúdos do teu blog, e este é muito interessante.
Na minha modesta opinião não estamos a passar por uma crise no voluntariado a nível nacional, pois cada vez a mais jovens a ingressar nos CB. Ora a entrada de pessoas mais novas implica uma entrada de conhecimento externo ou seja entrada de cada vez mais estudantes para os CB o que é de louvar, (eu bem me lembro como era o meu CB a quando da minha entrada), ora esta entrada leva a que algumas pessoas depois de terem feito alguma carreira de bombeiro se apercebam de algumas situações que não se coadunam com o espírito do SER BOMBEIRO EM PORTUGAL, estou a falar de algumas pessoas que estão nos comandos dos CB que nunca lá deveriam ter chegado.
E para mim essas são as grandes razoes do que se tem visto.
Sr. Comandantes olhem com outros olhos os elementos que tem nos CB pois sem eles não vale a pena ter os galões.

11:47 da manhã  
Blogger Nuno Brown said...

Concordo. Talvez seja essa uma das razões para este, chamemos-lhe assim, choque de mentalidades. Mas haverá mais algum motivo? Estarão alguns a querer fazer "golpes de estado" para vingar velhas incompatibilidades?... não sei.

2:26 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Meus Senhores.....

O que se passa em Portugal é muito simples, em cada bombeiro há um comandante e todos querem ser autocomandados e fazer o que bem querem e lhes apetece, mas não pode ser assim, os elementos de um CB podem até não concordarem com o funcionamento de um CB ou da forma como é comandado, eu por vezes também discordo com o comandante do meu CB, mas digo-lhe, no entanto respeito sempre as suas decisões, respeito a lei geral e o regulamento interno que existe para ser cumprido.

No meu caso porque sou um cumpridor, dos regulamentos e das ordens emanadas, sou ouvido pelo comando e respeitado pelo mesmo.

Olhem o caso de Braga, viram o comandante preocupado....., eu não, por certo os homens que apresentaram a demissão não são exemplo para os bombeiros e desses nós não precisamos, pois em nada contribuem para o espírito de corpo, antes pelo contrário.

Quanto aos Srs. Comandantes eu não queria em tempo algum estar nesse cargo, compreendo que é mais difícil do que ser bombeiro, para todos nós ainda bem que existem alguns que vão aceitando os cargos e digo-lhes há comandantes de bombeiros bastante competentes, ao contrário daqueles que o aspiram a ser mas dificilmente lá chegaram e quando chegarem vamos ver o que fazem.......

6:09 da tarde  
Blogger AB_60 said...

Bom dia!


Ora ai esta a mentalidade de rebanho a qual eu discordo totalmente. Quanto ao post anterior o qual se fosse não anónimo seria bem melhor pois nos blog não há nada a temer gostaria de explicar que ser leal ao comandante do CB não e ser subserviente como muitos gostam que os seus bombeiros os sejam.
Abram bem os olhos.
Só mais uma pequena coisa os que aspiram não são exemplos mas os que estão nos cargos são????????

10:21 da manhã  
Blogger AB_60 said...

Bom dia!


Ora ai esta a mentalidade de rebanho a qual eu discordo totalmente. Quanto ao post anterior o qual se fosse não anónimo seria bem melhor pois nos blog não há nada a temer gostaria de explicar que ser leal ao comandante do CB não e ser subserviente como muitos gostam que os seus bombeiros os sejam.
Abram bem os olhos.
Só mais uma pequena coisa os que aspiram não são exemplos mas os que estão nos cargos são????????

10:22 da manhã  
Blogger Nuno Brown said...

Tudo certo até aqui... talvez concorde com as duas opiniões. Não sei se será um pouco preverso estar aqui a culpar Bombeiros e Comando, pois o que eu constato é que, sendo a estrutura a mesma e os regulamentos talvez os mesmos, porque é que dantes se viam os CB organizados, disciplinados e unidos, e hoje em dia não?? Não será uma mudança de mentalidades?...
Se calhar antigamente, as pessoas em geral eram mais obedientes, fruto também de outras condicionantes. Mas não seremos nós agora um pouco revindicativos a mais? Daremos nós as devidas oportunidades para quem está nos cargos "realizar obra" e provar, ou não, as suas capacidades?...

Para terminar, gostaria de reafirmar que todos os que aqui participam são livres de se identificar, ou de permanecer no anonimato! No entanto, o mais importante são as ideias e o debate, para que todos possamos ter uma opinião mais bem fundamentada dos problemas apresentados.

12:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Talvez o meu comentário tivesse sido pertinente....

Houve quem se tocasse...

Acertei....

3:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Caro brown

Desculpe discurdar, hoje ainda existem corpos de bombeiros disciplinados,eu conheço muitos, evidente que cada vez são mesmos, mas se calhar a culpa tem sido de todos nós bombeiros que ao longo dos tempos não temos sabido transmitir os valores existentes ao nível disciplinar nos nossos CBs, que como devem concordar variam de região para região , de distrito para distrito, de localidade para localidade.

Concordo tambem que não deveremos apontar responsabilidades só aos bombeiros e só aos comandos, cada caso é um caso e só com um perfeito conhecimento da conjuntura se pode analisar o tema em particular, mas penso que o que se pretende aqui é analisar a generalidade com um aumento significativo do erro na análise.

O bloger ab60 fala em espírito de rebanho, no meu comentário anterior eu até disse que discordava por vezes com o meu comando, no entanto sou e sempre fui um compridor e isso não é espirito de rebanho é disciplina ao seu mais alto nível, com o dever de obdiência, lealdade e respeito, por certo o estilo do bloger ab60 é mais arruaceiro.

4:04 da tarde  
Blogger Nuno Brown said...

Caro colega, quando falei em CB pouco organizados e disciplinados, não me estava a referir a todos em geral nem a nenhum em particular. Também eu conheço alguns corpos de bombeiros que são bons exemplos, assim como outros que já o foram em tempos...
Concordo inteiramente com uma coisa que disse: se calhar não soubemos transmitir convenientemente os valores mais fundamentais do nosso CB aos que entraram depois. Se há uma frase recorrente hoje em dia é a de que "QUANDO EU ENTREI, NÃO ERA NADA ASSIM!..."

E solução para a suposta crise? Como podem os Bombeiros resolver estes problemas e melhorar a imagem que transmitimos para a polpulação?

Gostava de agradecer a vossa participação neste blog até agora, a qual me faz pensar que valeu a pena o colocar on-line.

6:09 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Caro Brown

Oas bombeiros têm a imagem possível junto das populações que servem, no geral é bastante boa e acima da média, comparada com a imagem de outras instituições ligadas ao sistema de protecção cívil.

O problema não são os bombeiros, são as pessoas.

Enquanto houver pessoas que não estão nos bombeiros para servir mas para serem servidos, continuará a haver estes "assaltos" ao poder, por parte daqueles que querem ser servidos, com isto perdem aqueles que querem servir, porque desmotivam e pior perde a comunidade que os CB´s servem.

6:15 da tarde  
Blogger AB_60 said...

Bom dia

Para quem não se identifica chamar arruaceiro e bonito. Para sua informação já são alguns anos de bombeiro. Não vou continuar a trocar ideias com alguém que não se identifica para expor as suas ideias porque dizer que se e anónimo e rotular alguém não lhe fica nada bem seja o Sr. Anónimo quer que seja.

10:10 da manhã  
Blogger Nuno Brown said...

Eu acho que a imagem perante as populações não é assim tão boa, pelo menos se falarmos de população com um nível de instrução e conhecimento mais elevado. Não me interprete mal esta distinção, mas acho que é notório que nestes os níveis de exigência são mais elevados. FAcilmente estas pessoas tomam contacto com diferentes realidades, através dos meios de informação, e constatam que por vezes, o que se faz am Portugal é um pouco brincar aos Bombeiros, brincar às organizações, brincar à Protecção Civil...
Se o nosso objectivo é fazer o melhor pelo nosso serviço e, obviamente, pela nossa imagem, não nos devemos contentar com "a imagem possível"! Isso revela acomodação e resignação... sintomática e recorrente nos Bombeiros.

10:59 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Meus senhores

Ser ou não ser anónimo

Nos blogs o anonimo vale tanto como um ab60 ou ab61, pois para mim isto não é identificação, eu sei lá quem é o ab60? Para mim não passa de um anónimo.

Se o caro ab60 não quer trocar ideias que as guarde para si, ás vezes mais vale do que escrever disparates.

Oh Sr. Brown

Se isso é como diz, então que temos feito nós bombeiros para melhorar essa imagem?

Será que a temos que melhorar ou devemos estar preocupados com o que os Doutores pensam de nós? Já que você fala em gente letrada. Temos que nos preocupar em sermos nós mesmos termos a formação necessária e cumprir a nossa missão e não nos preocuparmos com o que essas pessoas pensam de nós.

10:50 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Oh caro brow

Este blog é uma conversa a três, já com uma desistência, por isso é que as coisas não vão para a frente o ab60 que diz que é bombeiro á séculos desiste logo á primeira, eu ou menos sou bombeiro á dias e não desisto. Mais vale você convidar o ab60 e a mim para um café e ficamos todos a conhecermo-nos.

No meu primeiro comentário eu disse tudo as pessoas querem fazer valer os seus ideais e quando o contrário acontece amuam e desistem porque até são voluntários, este é o retrato da grande maioria dos Bombeiros Voluntários em Portugal.

Vejam lá se mudam e enfrentemos os problemas de frente quer nos agrade ou não.

11:04 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Boa tarde.
Estava eu aqui a ler os comentarios dos colegas e apercebi-me que até na tentativa de encontrar uma explicaçao para este problema, as pessoas conseguem entrar em conflito.
Talvez seja mesmo esse o problema, toda a gente quer ter razão, entram em conflito por esse motivo e acabam por se esquecer da verdadeira razão para o qual estão ali. Se as pessoas aprendessem a falar e a ouvir talvez conseguissem chegar a um consenço.
Enquanto uns disserem: " eu é que mando porque sou o comandante" e outros disserem: " quem manda são os bombeiros porque nós é que fazemos a corporação" nunca iremos a lado nenhum. Deixámos de ter interesse em salvar para entrarmos num conflito de interesses.

2:34 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Caro anonimo como eu


Concordo plenamente com o seu ponto de vista defendo-o na totalidade, por outras palavras.

as suas são o retrato perfeito de quem é conhecedor da realidade.

Cumprimentos

7:06 da tarde  
Anonymous helder albuquerque said...

Vivam,

Realmente como alguem tem dito no final haverá um pouco de verdade em cada comentário que tem sido colocado.
Também a mim me parece que o facto de cada vez mais estudantes/profissionais de qualificação superior estarem a preencher os quadros dos bombeiros tem despoletado esta agitação-e nao me refiro a entregas d fardas e que tais, e tb este sucessivo actualizar dos quadros de comando.
O fenómeno de que falavas Castanho, de até aqui nao s verificarem tantos reboliços,talvez se devesse também um pouco a este fenómeno, j k regra geral os comandos tinham um pouco mais de formação do que o restante quadro. o que, a mim, era facilitador a condução dos homens.

Não me parece que a insurgeição a qualquer preço é solução, naturalmente que o diálogo com o comando de forma racional e educada é a melhor forma. Mas convenhamos que situações há, em que todas as formas mais cordiais se esgotam e se torna necessário pedir a palavra e apelar a mudanças. Claro que isto depende da experiência de cada um, mas revoluções sérias se impoem quando em perigo se encontra a própria operacionalidade e o digno serviço ás comunidades. Não se deve, no entanto, nunca, esgotar as vias do diálogo.

11:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Bom dia

Em aditamento ao comentário anterior, acrescento.....

Acima dos interesses pessoais e de circinstância têm que estar sempre presentes os interesses instituicionais, que em muitos casos têm mais de 100 anos, e ninguem tem o direito de denegrir a imagem de instituições com história e desrrespeitar os nossos antecessores, após a nossa passagem nos Corpos de Bombeiros outros virão e a instituição continuará por muitos e longos anos, cabe a todos nós fazer no presente para que o futuro seja uma realidade, mas nunca esquecer o passado.

12:43 da tarde  
Blogger Nuno Brown said...

Eu concordo com esta última opinião!
Também acho que um dos anónimos tem razão quando diz que, este ligeiro atrito que se verificou aqui nestes comentários e esta marcação tão cerrada de opiniões é sintomática de uma das "raracterísticas" NOSSAS: a paixão com que vivemos os BOMBEIROS. Isso leva a que nunca se possa criticar nada nos BOMBEIROS sem que se responda com alguma rispidez. Acontece sempre isso! Acho que deviamos ser mais tolerantes e ter a capacidade de aceitar críticas e parar muitas vezes para questionar se as coisas estaram a levar o melhor caminho. Acho que ponderação é o termo...

No entanto, acho que se poderia manter o anonimato, para quem o deseja, mas criando algum tipo de nick, para que se distinga pela menos quando é a mesma pessoa a falar, ou não.

3:23 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oh Sr. Brown

Sobre este assunto não digo mais nada encerreio com chave de ouro...

Passado / Presente / Futuro

No entanto o café fica de pé e eu continuarei anonimo, até breve.

5:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home